Logo-2017
Blog Flora Refosco - FloraRefosco.com

Eu prefiro guardar meus chás e especiarias em embalagens de vidro, porque ele não absorve odores nem sabores, o que significa que pode ser reutilizado sem interferir no alimento que eu guardar - além disso, sempre que eu julgar necessário, posso esterilizar os potes e as tampas (somente as de metal).

Diferente do plástico, o vidro não permite que se percam características de aroma e o sabor, pois impede totalmente a evaporação das substâncias contidas nos alimentos.

Acho prático, já que o conteúdo do pote fica à mostra, e acho bonito.

No mais, é uma solução de armazenagem sustentável, porque a maior parte das vezes aproveito embalagens de algum produto que comprei em vez de descarta-las (mel, geléia, doce de leite, suco etc); e mesmo que comprasse um conjunto de vidros novos todos iguais, é um material que dura muito tempo.


2

Biscoitos com pé de moleque

05/06/2014 - 2 Comentários - Receitas | Amendoim, Biscoitos

Sabe quando você vê uma idéia muito boa, mas tão boa que você queria que fosse sua?

Ta aqui um exemplo. Quando li o nome do post no Technicolor Kitchen, me empolguei toda.

E a foto ajuda.

Mas não usei a mesma receita que ela, porque achei que esses biscoitinhos amanteigados e o pé de moleque comum seriam mais do meu gosto.

E a verdade é que não é nada prático comer esses biscoitos, espalha farelo pra todos os lados, mas que delícia! O pulo do gato é fazer os biscoitos bem pequenos, e pingar porções pequenas de pé de moleque por cima, assim dá pra comer um bocadinho de cada vez sendo civilizado.


8

Palitinhos de queijo da minha avó

05/06/2014 - 8 Comentários - Receitas | Biscoitos, Familia, Queijo

Durante essas últimas férias de verão procurei pelo tesouro dos tesouros: a pasta onde ficaram guardadas as receitas da minha avó, que eu trouxe pra casa.

Algumas coisas, como o ninho e o pão, nunca foram anotadas - ela fazia de cabeça.

Por outro lado, esses palitinhos de queijo, o pão de ló de fubá com laranja e nata, o grustuli, estão lá nos cadernos, com a letrinha dela.

São receitas que inevitavelmente trazem memórias pra minha família, e que vão nos deixar contentes toda vez que a gente preparar. De vez em quando vou compartilhar com vocês essas preciosidades, e espero que gostem tanto quanto nós.


2

Extrato de baunilha, caseiro e interminável

05/06/2014 - 2 Comentários - Receitas |

Curiosa sobre como fazer meu próprio extrato de baunilha, a partir de duas favas que ganhei de presente há algum tempo, achei esse site.


5

Pudim de leite condensado

05/06/2014 - 5 Comentários - Receitas | Leite, Leite condensado, Ovo

Depois de duas semanas sem postar, aqui estou eu de volta. Já em São Paulo, já com trabalho (e feliz da vida com isso! Os profissionais autônomos por aí sabem como é), já matando saudade dos amigos daqui, já morrendo de saudade da minha família de dos amigos de SC.

Espero que vocês tenham tido férias boas, que tenham muitas idéias pro ano que ta começando. Não vai ser fácil, nunca é. Mas vai ser muito produtivo, e muito divertido, com certeza.

Sempre achei que fazer pudim era uma coisa complicada e que tinha tudo pra desandar.

Eu tinha tentado fazer antes, e não tinha dado certo.

Achei que valia a pena tentar de novo.

A receita é o clássico 1, 2, 3: 1 lata de leite condensado, 2 medidas iguais à da lata de leite, 3 ovos, bater no liquidificador. Qualquer mãe por aí te fala isso e acha que você vai conseguir fazer o pudim sozinha. Mas e os detalhes?

Os detalhes peguei no Technicolor Kitchen.

Resultado: o primeiro pudim que eu faço e funciona!


Carregar mais