Logo-2017

Aquela velha e boa receita de quiche feita com farinha de trigo integral e azeite de oliva é um coringa para os almoços aqui em casa, que sempre resulta em barriga feliz.
A gente fica fadado ao sucesso: é rápida de preparar, tem casquinha crocante e recheio cremoso, é prática para servir (pode ser feita com antecedência, congelada, reaquecida), e junto com uma salada farta alimenta muito bem.

Daí, olhando os ingredientes à mão, resolvi dar uma abrasileirada no recheio trocando o clássico creme de queijo e ovos por (tcham tcham tcham) abóbora com coco. Rapaz, que coisa mais boa!

Quando fui convidada para participar da campanha #FoodLovers da Filippo Berio, a Kara me perguntou por receitas que contassem um pouco ao mundo como que a gente incorpora o azeite de oliva em receitas e ingredientes que são muito nossos. Penso que junta-lo a cebola, abóbora e coco é um jeito ;)

Vem cá, que em uma hora a gente deixa pronto o almoço de amanhã!


2

Filosofia de Pia – Poesia e Simple Bold

07/09/2016 - 2 Comentários - Filosofia de pia |

Teve uma vez em que fui a Curitiba por uns dias, e tinha tempo pra passear durante o horário de trabalho da amiga que me hospedou. Resolvi ir no MON, e lá encontrei uma exposição grandona sobre o Leminski – que até então eu não tinha lido.

Pra falar bem a verdade, sempre tive um certo bode de poesia. Pra mim, poesia tava associada a parnasianismos e maneirismos que simplesmente não assimilo. Não chego na compreensão do que esses caras muito abstratos querem dizer. Gostava só de uma ou outra do Pessoa, e daquela do Bandeira sobre o porquinho da índia.
Além do mais, achava que poesia era um negócio esnobe, pretencioso. Daí dou de cara com o Leminski! Fiquei até o museu fechar, pirando no universo dele.


Carregar mais